Um dos maiores dilemas dos estudantes de Medicina durante a graduação, com certeza está na escolha da especialidade médica. Apesar de alguns começarem o curso já desejando uma área específica de atuação, essa preferência pode mudar ao longo dos anos de curso. Mas calma, é normal ter dúvidas, por isso, hoje separamos algumas dicas para você levar em consideração na hora de bater o martelo em relação a qual especialização irá escolher. Vamos lá? 

Acesso Direto x Pré-requisitos 

Algumas especializações não exigem nenhum tipo de pré-requisito, que são as de Acesso Direto, para cursar basta apenas ter concluído a graduação. Enquanto isso, existem especialidades que exigem pré-requisitos, as chamadas R3, em que o profissional médico, além da graduação, terá que ter concluído uma especialidade prévia. Confira como funciona essa divisão: 

Especialidades médicas com acesso direito

Especialidades com pré-requisito em Clínica Médica 

Especialidades com pré-requisito em Clínica Cirúrgica

Especialidades com pré-requisito em Pediatria

Considere seus objetivos pessoais e profissionais 

Alinhar seus objetivos pessoais com os profissionais pode te ajudar na decisão. Faça uma autoanálise de tudo o que você viveu na Universidade, quais matérias te proporcionaram mais prazer e quais são suas aspirações para o futuro. Você está disposto a se mudar para estudar, qual o ritmo de trabalho que deseja ter? Isso pode ser bem diferente para quem trabalha em hospitais com escalas de plantões ou atende somente no consultório e tem total autonomia da agenda. 

Conversar com profissionais da área pode ajudar com essas dúvidas! 

Reflita sobre qual perfil de paciente você deseja atender 

O perfil dos pacientes muda muito conforme a especialidade, por isso, pense em qual prognóstico e tipos de doença você irá trabalhar. Não existem regras ou padrões para os pacientes de determinadas especialidades, mas é comum que aqueles que buscam por Cirurgias Plásticas, por exemplo, sejam mais exigentes, enquanto aqueles que aqueles que vão apenas ao atendimento de rotina ou clínico tendem a aceitar com mais parcimônia as condutas. 

Busque por testes vocacionais

Se achar necessário, não descarte o apoio de profissionais. Existem técnicas precisas para a realização de testes vocacionais, que podem te ajudar a embasar sua escolha ou descartar algumas opções. 

Escolha o que te causa arrepios

Pode parecer clichê, mas o mais importante de tudo é escolher aquilo que te fará feliz. Esse sim é o melhor caminho do sucesso, afinal, você passará boa parte do seu tempo se dedicando aquela área, e muitas vezes isso pode ser cansativo. Não siga tendências e nem busque pelo caminho que parece mais fácil, reflita e tenha clareza de quais são seus sonhos e objetivos! 

Deixe um comentário